Posts Tagged ‘lê almeida’

Pug Records Shop #01

15/12/2012

Pug Records Shop #01 [2012] <- Download

Pug Records Shop #01 reúne músicas de CDs, K7s e vinis disponíveis na banquinha do selo mineiro Pug Records. Além de lançamentos da Pug, a compilação traz faixas dos amigos da Transfusão Noise e de outros selos parceiros, abrangendo bandas do Brasil, Estados Unidos, Costa Rica, Indonésia e Espanha.

Fiel à estética do selo, o tracklist é repleto de gravações caseiras e guitarras distorcidas, mas permite algumas exceções. Em seus 48 minutos, ruídos shoegaze e petardos noise pop de inspiração noventista são intercalados por surf punk, por indie pop para as pistas e até mesmo por flertes com a bossa nova.

Mais do que uma amostra dos produtos de sua loja virtual, as 18 faixas funcionam como um resumo do Pug Records, que completa 3 anos no início de 2013. Visite o site da Pug para baixar todo o catálogo do selo gratuitamente, e dê uma passada na loja para comprar cassetes, compactos, camisetas e outros artefatos pop.

Capa por Gustavo Pedrosa.

Babe Florida – Vol.1

04/07/2010


Vol.1 [2010] <-Download

Babe Florida é um coletivo de agregados da Transfusão Noise Records. Com oito faixas em oito minutos, o EP de estréia do projeto reafirma a paixão da Transfusão pelo indie americano, bem como a rara destreza de seus artistas para transformar esta admiração em roques pegajosos cantados em português. Entre os 11 colaboradores creditados no encarte, estão músicos que se revezam nas várias bandas do selo, como Bigú e Evandro Fernandez. Lê Almeida aparece nas oito faixas, e em uma delas é acompanhado pela esposa Michelle e pela irmã Letícia, de 10 anos. Fora da baixada, mas ainda no cast da Transfusão, tem o pessoal do Fujimo, representado pelos irmãos João e Paulo Casaes, que co-produziu e masterizou o EP. Saindo do estado do Rio, tem o mineiro Matheus Lopes (guitarrista da Churrus), cuja participação se deu via e-mail. Vol.1 é o primeiro de vários outros que estão por vir. Assim que esses volumes somarem 40 minutos, os sócios da Transfusão pretendem compilá-los no formato LP, para bater o recorde de faixas presentes num 12 polegadas e para ter um registro digno do barulho que tem sido feito pelo selo mais DIY do Brasil.

Segue abaixo o primeiro clipe do Babe Florida, editado por Dellani Lima.

Para comprar o EP, clique aqui.

Top Surprise – Everything Must Go (EP)

12/05/2010


Everything Must Go [2010] <-Download

Para a Top Surprise, o mundo parece ter começado nos anos 80 – quando seus integrantes nasceram, e as guitarras adquiriram um volume insuportável. Então, de certa forma, nomes como J. Mascis e Thurston Moore fizeram o big bang do que culminaria no som do quarteto da provinciana Juiz de Fora, Minas Gerais. Ainda nos anos 90, as gravações lo-fi do Guided By Voices transmitiram uma mensagem DIY muito mais contundente para as gerações X e Y (sim, é onde estamos agora) do que qualquer uma anterior. Mas a Top Surprise sabe que ruídos caseiros, ainda que maravilhosos, não enchem os bolsos de ninguém. Daí surge o contorno pop das melodias, que deixariam Phil Spector orgulhoso – ou talvez surdo.

Everything Must Go, estréia do Top Surprise, foi produzida por Lê Almeida (Coloração Desbotada) e Paulo Casaes (Fujimo) em dois dias de bebedeira no apartamento dos irmãos André e Daniel. Vocais foram gravados no banheiro, guitarras na sala e bateria no quarto do pai, para desespero dos vizinhos. O resultado soa tão forte quanto qualquer álbum recente rotulado como “shitgaze” – mas com um requinte estético que só quem trabalhou no ramo do telemarketing poderia conceber. Guitarras histéricas e batidas indelicadas explodem sobre as composições, com backing vocals femininos assemelhando-se a abelhas dentro das caixas de som. Da óbvia admiração pelo college rock americano a toques de pós-punk, o EP termina em uma incursão ao território de Jeff Mangum e Elliott Smith. Prova de que até mesmo a sincrética “geração Y” é capaz de momentos de ternura, ainda que em meio ao caos.

Everything Must Go é o segundo álbum da Pug Records. A versão em K7 está disponível na loja do selo.

More Than Cool

I Shoot The Devil

Coloração Desbotada – Eu eu mesmo e os vários beijos cafeinados

29/03/2010

Eu eu mesmo e os vários beijos cafeinados [2010] <- Download

Eu eu mesmo e os vários beijos cafeinados une camadas de distorção e ruído a melodias pop. Não se trata, porém, de mais uma banda etérea emulando o My Bloody Valentine. Apesar dos ecos shoegaze, a Coloração Desbotada está mais ligada a guitar bands como Pixies, Built to Spill, Gumball e Eric’s Trip, bem como ao Guided by Voices — evidente nas canções curtas e na produção lo-fi. Não à toa, Lê Almeida, o homem por trás do grupo carioca, é o organizador do tributo brasileiro à obra de Robert Pollard.

…Beijos Cafeinados foi inteiramente gravado com apenas um microfone de computador. É o marco zero da Transfusão Noise Records, selo comandado por Lê. A tiragem original em CD-R, de 2005, fez a cabeça de muitos fãs dos anos 90 na Baixada Fluminense, alguns dos quais acabaram montando bandas que viriam a integrar o cast da Transfusão.

Este EP também marca o início da Pug Records — selo que nós, do Last Splash, estamos começando.  Em comemoração aos 5 anos do disco, a Pug está lançando uma edição em cassete, acrescida de várias faixas inéditas. Parte desses bônus também está disponível nesta versão digital, lançada simultaneamente por blogs de download amigos.

Pug Records

01/01/2010


O Last Splash está entrando de férias por alguns dias. Enquanto isso, vamos nos concentrar em um novo projeto: a Pug Records. A proposta do selo é lançar apenas nos formatos cassete e mp3. O arquivo digital estará disponível em blogs que abraçarem a idéia, enquanto as fitinhas serão feitas artesanalmente, em tiragem limitada e com preço acessível.

A primeira fita sai já em janeiro. Na verdade, trata-se de um relançamento de Eu eu mesmo e os várias beijos Cafeinados, EP de estréia da Coloração Desbotada. A versão digital conta com cinco bônus, e a cassete traz no lado B os primeiros registros caseiros do Lê Almeida. Essas demos, gravadas num duplodeck entre 2003 e 2004, são, além de uma prévia da estréia da Coloração, o embrião da Transfusão Noise Records.

Se você quer colaborar; tem sugestões de bandas, selos para fazer parcerias e blogs que possam ajudar na divulgação/distribuição; ou quer receber notícias, é só mandar um alô para pugrecords@mail.com ou deixar seu contato aqui na caixa de comentários. Um myspace provisório acabou de entrar no ar, dá uma olhada.

Um feliz ano novo e um grande abraço a todos que participaram do Last Splash em 2009. A gente volta logo!