Posts Tagged ‘dinosaur jr’

The Breeders – Head To Toe EP

26/12/2009

Head To Toe [1994] <- Download

Head To Toe, de 1994, foi o último lançamento do Breeders por oito anos — até o disco Title TK, de 2002. Produzido por J Mascis, o EP conta com quatro faixas em oito minutos e meio. A abertura é a inédita faixa-título, primeira música assinada pela baixista Josephine Wiggs no Breeders. Temos uma versão de Shocker In Gloomtown, do Guided By Voices, conterrâneos de Kim Deal; e Saints vem ao final, num registro diferente do que aparece no álbum que dá nome a este blog. A grande curiosidade é a versão do hit The Freed Pig, do Sebadoh, que seria justamente a respeito de J Mascis e sua relação com Lou Barlow na época em que Barlow era baixista do Dinosaur Jr — análoga, de certa forma, à oposição entre Deal e Black Francis no Pixies. Relatos duvidosos afirmam que Mascis não reconheceu a canção ao ouvi-la tocada pelo Breeders, e por isso insitiu em gravá-la.

The Breeders - The Freed Pig

Dinosaur Jr – Farm

05/06/2009

Farm - Dinosaur Jr

Farm [2009] <- Download

Cuidado pra não queimar a língua, tá quente!

*O link quebrado já foi substituído, por favor avisem se voltar a dar problema!

The Bridge – A Tribute To Neil Young (VA)

15/04/2009

988871

The Bridge [1989] <- Download

The Bridge é um tributo de 1989 para Neil Young. As faixas passeiam por alguns clássicos do ser vivo mais foda já nascido no Canadá, com Only Love Can Break Your Heart executada pelo Psychic TV, After The Gold Rush pelo Flaming Lips e Helpless por ninguém menos que Nick Cave. Com uma sensacional versão do Pixies para o lado-b Winterlong, e o Sonic Youth não menos sensacional apropriando-se de Computer Age, só fica faltando o Meat Puppets para completar o cast, já que J. Mascis, filhote indie bastardo mais bem-sucedido do gênio, contribui com a ótima recriação do Dinosaur Jr para Lotta Love — que, aliás, consta como uma das prediletas de Neil no disco.

Participam ainda o BALL de Don Fleming, com uma pesada perfomance pré-cartas-de-suicídio-grunges de Out Of The Blue como faixa bônus da edição em CD, e Nikki Sudden (Swell Maps), com Captain Kennedy quase ofuscando de tão brilhante. O Soul Asylum, o Loop e Henry Kaiser (que tem duas faixas, a última apenas em CD) faltaram um pouco em criatividade; mas versões óbvias de Neil Young, de qualquer forma, não machucam ninguém. Baixe.

Gumball – Super Tasty

07/03/2009

gum

Super Tasty [1993] <- Download

Don Fleming talvez seja um nome familiar para você. Na corrida do ouro dos anos 90, ele esteve presente em alguns momentos decisivos – produziu obras como Bandwagonesque, do Teenage Fanclub, Frosting On The Beater, dos Posies, e a estréia do Hole. O americano começou sua carreira no fim dos anos 70, como engenheiro no primeiro disco do Talking Heads, e dali para a frente colaborou com uma enorme lista de amigos, entre eles Sonic Youth, Dinosaur Jr., Half Japanese e Maureen Tucker. Currículo é isso.

Em 1993, Don já tinha enterrado vários grupos de que participara, como o BALL e os Velvet Monkeys. É daquele ano o terceiro de quatro álbuns de estúdio do Gumball, seu projeto pessoal que foi mais longe. Produzido pelo midas da era, Butch Vig, Super Tasty é um lançamento que teria tudo para estar ao lado dos campeões de vendas de suas bandas amigas, mas por algum motivo foi negligenciado. O som é característico de Don, de 1993, e (redundância) principalmente de Vig. Cheio, vibrante, comprimido, camadas e mais camadas de overdubs, tipo um Big Mac. As guitarras, muitas a cargo de ninguém menos que J. Mascis em sua forma mais voraz (não confundir com “suja”), trazem bons momentos, e os pontos baixos são as arrastadas Marilyn e Thunder, em que o Butch Vig Wall Of Sound caga tudo. Os altos são justamente as passagens mais melódicas e dinâmicas – Here It Comes Again e The Damage Done, por exemplo, poderiam ter sido hits.

Gumball - Here It Comes Again
Gumball - The Damage Done