Posts Tagged ‘anyway’

VA – I Stayed Up All Night Listening To Records

23/02/2011

I Stayed Up All Night Listening To Records [1998] <- Download

I Stayed Up All Night Listening To Records foi lançado em 1998 pela lendária Anyway Records, de Columbus, Ohio — pequeno selo em cujo catálogo constam Belreve, Mike Rep, Moviola e Guided By Voices, entre outros. As faixas da compilação foram inteiramente executadas, e quase sempre gravadas, cada uma por um único músico. Com poucas exceções, o material é exclusivo. Não é difícil entender por que o  álbum já foi apelidado de “nuggets lo-fi”: em pouco mais de uma hora de duração, encontram-se amostras de inúmeras vertentes do indie rock caseiro dos anos 90, com canções impecavelmente construídas e bastante ruído dos portastudios de cassete.

Os mestres Tobin Sprout e Robert Pollard, do Guided By Voices, encabeçam a lista de 25 artistas, quase todos naturais de Ohio. O primeiro em seu auge, na irretocável Cryptic Shapes, e o segundo em um de seus momentos menos acessíveis. Lendas locais como Mike Rep, Robert Griffin (Scat Records), Ron House e Don Howland aparecem com músicas dentro da excelente média do resto do disco. James McNew, do Yo La Tengo, sob seu pseudônimo Dump, contribui com a sentimental It’s Not Awright. Destacam-se ainda Ted Hattemer, do Moviola; e Jenny Mae, com a maravilhosa Drapes. Para completar, é intrigante a semelhança absurda que Straight To Neil, do obscuro Earnest, apresenta com o estilo de Lê Almeida.


Belreve – Belreve

26/09/2009

Download

Belreve [1995] <- Download

Este EP, lançado em janeiro de 1995, reúne todas as gravações conhecidas do Belreve. Mais uma excelente cria de Ohio, o trio tinha como vocalista e guitarrista Matt Reber, líder do New Bomb Turks, e no baixo e bateria duas garotas — respectivamente Elizabeth e Jenny, segundo o encarte. Muito diferente do punk do NBT, o som do Belreve sintetiza muito do que torna memorável o indie americano daquela época. As faixas são grudentas e perfeitas, dando conta de soar decididamente lo-fi, à maneira consciente dos anos 90, e ainda assim, mesmo sem um único solo, evocar a sensibilidade inimitável de J Mascis.

Belreve saiu pela Slumberland, composto por sete músicas, sendo Ron e Lookout exclusivas da mini-compilação. The Sulk King foi lançada originalmente em 1994, num split com os conterrâneos do Guided By Voices; Nothing e The Sky’s Falling saíram como single; e Walk fazia parte da coletânea 7” Cowtown Vol. 1 — tudo isso pela Anyway Records. Shut Up integrava a compilação For Your Years Only, da Eardrop.

Vale ressaltar que o arquivo que disponibilizamos aqui, em 320 Kbps e com arte escaneada, é cortesia do saudoso Outdoor Miner.

Belreve - Ron

Moviola – Glen Echo Autoharp

13/08/2009

d64277xg7u7

Glen Echo Autoharp [1997] <- Download

Glen Echo Autoharp é o segundo disco do Moviola. A banda foi formada no início dos anos 90 por Ted Hatterner, Jake Housh, Jeffery Dannemiller e Scotty Tabachnick — todos então alunos da Ohio State University, na capital Columbus —; e seu primeiro EP, Frantic, saiu em 1993 pelo selo local Anyway Records. O mesmo selo lançou, dois anos depois, The Year You Were Born, primeiro álbum completo do grupo.

Glen Echo Autoharp saiu em 1997 pela Spirit Of Orr, e demonstra uma boa evolução em relação aos seus antecessores. De produção lo-fi, na melhor tradição de Ohio, o disco é um dos melhores do Moviola. As guitarras estridentes, sobre a bateria amadorística (todo o resto também é, verdade seja dita), fazem uma cama confortável para os vocais desleixados; e a banda cria excelentes melodias em todas as 17 faixas, sem nunca perder o foco. Nos momentos mais preguiçosos, Glen Echo Autoharp soa como uma versão mais crua e garageira do Galaxie 500.

O Moviola existe até hoje, e produziu outros ótimos álbuns de lá para cá. Dead Knowledge, de 2007, é o mais recente.

Moviola - No Wonder
Moviola - Crossing State Lines

moviola_press02