Nickel Eye – Time Of The Assassins

by

nickel-eye

Time Of The Assassins [2009] <- Download

Nickel Eye é o projeto paralelo do baixista dos Strokes, Nikolai Fraiture. Apoiado pelo trio londrino South, que conheceu por intermédio de sua esposa inglesa, Fraiture construiu seu primeiro disco solo a partir de antigos poemas, muitos ainda de sua adolescência. O álbum tem sonoridade simples – mais próximo de Is This It que de First Impressions On Earth, ponto positivo – e conta com participações de Regina Spektor e Nic Zinnes (YYYs).

Produzido em Londres e Nova York, Time Of The Assassins foi lançado no final de janeiro pela Rykodisc e vem com 11 músicas. Com exceção da última – uma versão para Hey, That’s No Way To Say Goodbye, da estréia de Leonard Cohen – todas são de autoria de Nikolai. Ele também assume voz e violão, além do baixo. Num trabalho baseado em poemas, a escolha da influência principal não poderia ser melhor. Cohen, que completa em 2009 setenta e cinco anos, empresta sua visão cínica de mundo, e o baixista compõe canções redondas e diretas misturando esse tom à sagacidade pop de sua banda principal.

O resultado é agradável, e tão promissor quanto o Little Joy de Fabrizio Moretti e os dois álbuns de Albert Hammond Jr. Faz pensar, com o baterista e o guitarrista também em mente, que o novo disco dos Strokes tem lá suas boas chances. Isto é, caso o grupo utilize melhor os talentos de todos os integrantes, em vez de sobrecarregar Julian Casablancas, como tem sido até agora. Se, por um lado, tal fórmula já rendeu uma obra-prima, por outro já demonstrou fortes sinais de esgotamento. E está bem provado que Casablancas não é o único ali com capacidade para criar boas músicas – agora ainda mais.

Nickel Eye - You And Everyone Else

Nickel Eye - Another Sunny Afternoon

Tags: , , , ,

3 Respostas to “Nickel Eye – Time Of The Assassins”

  1. chetana Says:

    Time Of The Assassins tem o mesmo nome de um livro pequeno e essencial que Henry Miller escreveu sobre o gigante Arthur Rimbaud. Um disco de poemas e um livro de poeta para a poesia que é viva. E continua a fornecer elementos para viver o máximo!

  2. André Says:

    Valeu pela dica, Chetana. Esse estudo do Henry Miller eu não conhecia, vou atrás!

  3. chetana Says:

    André, vale a pena sim! Eu amo os dois: Henry Miller e Rimbaud. Vi que tem na estante virtual por 13 paus (deve estar esgotado). Ah! E curti o som de Nickel Eye. Ando junto com o last splash nesses dias…obrigada!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: